Bem vindo - Sexta Feira, 24 de Outubro de 2014-

Canal Minas Saúde

PROJETO DE SUCESSO

Acesse o site Canal Minas Saúde

EDUCANDO PARA A SAÚDE

“A Fundação Renato Azeredo foi essencial para agilizar a implementação do programa Via Saúde”. A afirmação feita pelo Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Marcus Pestana, durante o lançamento, em outubro, do Canal Minas Saúde, dá a dimensão da importância da FRA como viabilizadora do projeto, que capacitará profissionais da área da saúde em Minas Gerais, por meio de um canal de televisão exclusivo e de programas especialmente produzidos com finalidades educativas. Na mesma ocasião, o Vice-Presidente da Fundação, professor Ramón Villar Paisal, ressaltou que “a FRA está investindo em tudo que é de interesse social e humano, contribuindo, assim, para projetos nas áreas de saúde, educação, conhecimento e tudo o que significa abertura e expansão do pensamento”.

Antônio Carlos Braga, Superintendente Executivo da Fundação, informa que a FRA é gestora do convênio firmado com a Secretaria de Saúde. “A Fundação está viabilizando, com o convênio, a concretização do projeto, adquirindo equipamentos audiovisuais (câmeras, iluminação, áudio, vídeo e montagem de cenário), contratando pessoal especializado (técnicos para operação e gravação dos programas de televisão, professores responsáveis pelas aulas, na modalidade de educação a distância e demais especialistas em educação) e equipamentos para transmissão, como antenas parabólicas”. Sem essa participação, o projeto demoraria mais em sua implantação, devido às restrições burocráticas para aquisições feitas diretamente pelo governo estadual.

 

Concepção do Canal Minas Saúde

Trata-se uma rede estratégica multimídia (Canal Minas Saúde de Televisão, Rádio e Internet) para o desenvolvimento do programa de educação permanente a distância da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais.

Não obstante, é no aspecto pedagógico que se dá a maior inovação da proposta educacional: a montagem de um modelo de educação a distância que combina a sincronização com a assistência aos alunos, utilizando um misto de mecanismos de comunicação: a televisão e a internet.

O modelo é de uma rede de TV Corporativa, sendo que a produção e a geração dos programas são realizadas no estúdio da SES/MG, e a transmissão é feita por link próprio da SES/MG até o satélite, em banda própria. A partir daí, as imagens são enviadas para uma rede receptora de antenas parabólicas já instaladas nas mais de 3.000 Unidades Básicas de Saúde (UBS), urbanas ou rurais, em mais de 800 municípios que aderiram a esse sistema de comunicação, nos Centros Viva Vida, nas sedes das Gerências Regionais de Saúde, no Conselho Estadual de Saúde e no Colegiado de Secretários Municipais de Saúde.

A segunda etapa de constituição da rede foi a ampliação para as sedes das Secretárias Municipais de Saúde mineiras, unidades da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais, Fundação Ezequiel Dias, Hemominas, Escola de Saúde Pública (ESP-MG), Faculdade de Medicina da UFMG, Associação Médica de Minas Gerais e Consórcios Intermunicipais de Saúde. Neste momento chega-se a mais de 4.000 pontos de recepção atingindo a todos os municípios do estado.

A meta final é de seis mil pontos, inclusive com a participação dos hospitais do programa de fortalecimento hospitalar – PRO-HOSP, fazendo do Canal Minas Saúde uma das maiores redes de televisão corporativa do País.

Objetivos estratégicos

Com este arrojado projeto pretende-se atingir os seguintes objetivos:

- Desenvolver a Educação Permanente a Distância;

- Propiciar o debate sobre políticas e programas da área de Saúde;

- Difundir informações, visando o exercício do controle social no Sistema Único de Saúde (SUS);

- Favorecer a visibilidade do SUS junto à população;

- Promover e favorecer a troca de experiências e conhecimentos na área da Saúde;

- Difundir programas e vídeos educativos no sentido de fomentar a promoção a saúde e a prevenção das doenças pelos cidadãos;

- Difundir informações epidemiológicas, ambientais e sanitárias;

- Colocar à disposição dos usuários e dos profissionais do SUS, por meio de rádio, web e televisão, informações, notícias, entrevistas e vídeos educativos.

 

O primeiro Projeto Educacional: Via Saúde

Uma das questões essenciais para a saúde pública é capacitar pessoas e com essa rede é possível democratizar o conhecimento, estabelecer protocolos, possibilitando que a mesma informação chegue aos profissionais espalhados pelo Estado, de modo que os 19 milhões de mineiros tenham saúde de qualidade.

Tendo como premissa a política de educação permanente do SUS, o primeiro projeto educacional, iniciado em outubro de 2008, teve como objetivo capacitar os profissionais integrantes das equipes de saúde da família (aproximadamente 40 mil) e especializar 2500 médicos e enfermeiros que atuam nas 2.980 Unidades Básicas de Saúde de Minas Gerais (UBS), pactuadas com os Gestores Municipais de Saúde, os profissionais das 28 Gerências Regionais de Saúde e, também, dos Centros Viva Vida e Mais Vida

Este curso foi baseado nas 12 linhas-guia de atenção à saúde traçadas pelo Estado de Minas Gerais. Com transmissão ao vivo, o curso é ministrado às quintas-feiras, até dezembro deste ano, de 15 às 16 horas, horário pactuado junto aos municípios, por meio da CIB Estadual com o Colegiado dos Secretários Municipais de Saúde (COSEMS).

O Canal Minas Saúde tem ainda como parceiros a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), a Rede Minas de Televisão e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A UEMG é a responsável pelo projeto pedagógico, utilizando metodologia de ensino para TV e rádio, a partir das especialidades de cada um.

É um modelo inovador, que trouxe resultados expressivos, já que não há intermediário entre o público-alvo e o profissional responsável pelo processo educativo. Além disso, possibilitou a redução de custos em relação à aulas presenciais, por trabalhar com uma proposta de larga escala de educandos, e gera economia, ao dispensar os deslocamentos dos profissionais entre o serviço e sala de aula.

Outro fator importante é que, formando um profissional necessário para o sistema, fica facilitada a retenção desse profissional nos municípios do interior do Estado de Minas Gerais, na medida em que ele se especializa e tem perspectiva de carreira profissional. Isso elimina um grande gargalo que o sistema mineiro possui.

 

A grade de programação

O Canal Minas Saúde apresenta uma grade de programação, que vai ao ar das 8:00 às 17:00 todos os dias da semana divulgando em diferentes formatos informações sobre saúde pública, educação e cidadania. Produz um jornal para as Gerências Regionais de Saúde (GRS), unidades básicas de saúde (UBS) e Centros Viva Vida espalhados pelo Estado. A proposta é ampliar a proposta de se produzir mais dois programas em formato de jornal. Estes voltados para o gestor municipal. Um deles vai ao ar diariamente com duração de um minuto, onde são divulgadas pequenas pílulas com informes sobre ações no âmbito da saúde. O outro é um telejornal maior, veiculado sempre às sextas-feiras.

 

Fortalecimento da Gestão

Em 2009, a tecnologia do Canal Minas Saúde contribui para diversos avanços no âmbito do Sistema Único de Saúde.

Um destes foi o curso Gestão de Transferência de Recursos.

O formato desse curso na TV inova ao trabalhar com duas técnicas cênicas: a dramatização, com utilização de atores para simularem cenas da vida cotidiana sobre gestão nos municípios, e a animação para fazer o avanço e reforço conceitual sobre o processo de transferência de recursos. No ambiente virtual de aprendizagem (AVA), o aluno teve a oportunidade de aprofundar o conteúdo e de ter mais opções de estudos complementares, como indicações de leituras, exercícios, material das aulas e espaços para discussão como os fóruns. O material de consulta impresso foi produzido especificamente para as necessidades dos municípios e ficou também disponível no  portal educacional (www.portalminassaude.com.br). Foram mais de 8.000 acessos realizados pelos 2.000 alunos do curso.

O impacto foi na melhoria dos processos, com redução de tempo e recursos financeiros e ganho de produtividade com os processos de prestações de conta.

 Dando sequência ao projeto de fortalecimento da gestão do SUS, o Canal Minas Saúde passou a transmitir todas as reuniões da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), buscando dar maior visibilidade às pactuações firmadas nas reuniões e estimular a interatividade dos vários secretários municipais de saúde, que poderão interagir a distância pelo Canal, por meio da central de atendimento. Dessa forma, o Canal Minas Saúde cumpre sua Função de agente indutor do fortalecimento do SUS no Estado de Minas Gerais.

 

Novos Avanços

Estão sendo implementados importantes projetos em 2010, seja na área educacional seja na área de comunicação. A composição da grade de programação sofre modificações com inclusões de novos cursos a distância.

No formato de especialização, temos o Curso de Gestão Microrregional e Gestão da Clínica na atenção Primária a Saúde. Estes cofinanciados pelo Ministério da Saúde.

No formato de capacitação, importante ação educacional será o curso de classificação de risco em urgência e emergência – Protocolo de Manchester que será voltado para a atenção primária dos municípios mineiros. Este curso possibilita a organização da rede de urgência e emergência já a partir das UBS.

Entre os próximos avanços, está a utilização desta importante rede para a educação em saúde, votada especificamente para o cidadão. O projeto “Sala de Espera”, disponibilizará pequenos vídeos para o cidadão, por meio dos quais conceitos sobre promoção a saúde (que depende do auto cuidado orientado feito pelo próprio cidadão) serão explorados. Temas como atividade física, alimentação saudável, tabagismo, estresse etc serão abordados de maneira criativa, alegre e dinâmica de forma a levar a uma análise sobre os hábitos de cada um e o reflexo disto na qualidade de vida.

 

 O Canal Minas Saúde como agente de MOBILIZAÇÃO

Hoje o Canal Minas Saúde já é assistido por aproximadamente 40.000 profissionais das equipes de saúde da família e gestores de saúde, tendo um importante papel também no processo de comunicação com os municípios.

Nesse sentido, foi importante para o governo a utilização do Canal Minas Saúde como estratégia de comunicação no lançamento da Campanha Estadual contra a Dengue. Trata-se de uma fundamental e imprescindível ação de mobilização social e de prevenção a uma doença que tem trazido transtornos sérios para toda a população, não só de Minas Gerais como de todo o País.

A comunicação foi um fator primordial no enfrentamento da Ameaça da Influenza A (H1N1). Para tanto, foi realizado o programa Via Saúde Especial, transmitido aos profissionais de saúde do Estado, tanto da esfera pública quanto privada. O programa abordou temas como contextualização da Influenza “A” no mundo, dados atualizados da doença no mundo, Brasil e Minas, Plano Estadual de Enfrentamento da Ameaça da Influenza A (H1N1), hospitais referência, Disque Epidemiologia, importância da notificação da gripe, entre outros.

 
- Clique nas imagens abaixo para visualizar o mapa de cada GRS:


Rua das Tangerinas, nº 933 - Bairro Vila Cloris | Belo Horizonte . MG. CEP 31744-108

Copyright 2008/2012 Fundação Renato Azeredo. Todos os direitos reservados.

Painel Administrativo